Com 23 anos, mãe estava “morta”, até que colocaram a sua bebé no seu peito! O que aconteceu é incrível!

Qualquer nascimento é um verdadeiro milagre, é a criação de uma vida, mas o deste bebé foi um milagre em dose dupla!

O casal Shelly e Jeremy Cawley estavam felizes e ansiosos por terem o primeiro filho nos braços.

Só que acabou por correr tudo de uma forma que não estavam à espera…

Maeressuscitada3-760x397

A grávida teve de fazer uma cesariana, mas a pequena Rylan nasceu sem complicações e muito saudável. Só que a mãe não teve a mesma sorte: devido à operação, ela ficou com um coágulo que lhe obstruiu artérias muito importantes, e ficou em coma.

Maeressuscitada1-760x397

“Os médicos fizeram tudo o que puderam. Desta vez, eles tinham a certeza que iriam perder a Shelly”, disse Jeremy.

“Estás tão emocionado porque nasceu o teu primeiro filho… e logo depois pensas que vais perder a tua esposa para sempre. Senti-me paralisado”.

Quando pensavam que já não havia nada a fazer, a enfermeira Ashley Manus teve uma excelente ideia, colocar a bebé no peito da mãe em coma.

“Tinha esperança de que Shelly estivesse em algum lado e pudesse sentir a sua filha e o seu coração. Eu queria que os seus instintos maternais a fizessem acordar”.

Maeressuscitada2-760x397

Logo que puseram Rylan junto à mãe, ela adormeceu. O pai tentou acordá-la e, 10 minutos depois, a menina soltou um grande grito. E foi aí que algo mágico aconteceu…

Jeremy diz, emocionado: “Vimos no monitor cardíaco que Shelly voltou à vida. Tinha recuperado a minha esposa!”. Uma semana depois, a mulher acorda completamente do coma, e conseguiu finalmente abraçar a sua filha. Ela diz que, depois do que passaram, elas as duas ficaram com uma ligação especial.

Maeressuscitada4-760x760

“Quando for maior, vou lhe dizer que ela salvou a minha vida”, diz a orgulhosa mãe.

Maeressuscitada-760x397

É incrível como é poderoso o amor entre uma mãe e um filho, podendo até salvar vidas.

Partilha se concordas!


Segue a nossa página de facebook:


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *