Choras durante um filme? Isso é bom para ti! Essas pessoas são mais equilibradas!

Está provado! Chorar durante um filme é sinal de empatia, e pessoas empáticas são mais equilibradas!

Se a empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro, logo o empata, não chora porque é fraco e não aguenta as pressões. Ele chora por compreender a dor do outro. O chorar para um empata é o seu modo de comungar com o outro da sua dor. Mas tão logo a emoção exija uma decisão às pressas, é o empata que rapidamente enxuga as lágrimas e agiliza tudo com muita garra.

Quando as personagens de um filme representam bem, podemos nos colocar na sua pele e ver a realidade através dos seus olhos. Estudos realizados com neuroimagem funcional são revelações de que o nosso cérebro praticamente se conecta com o do personagem com o qual nos sentimos identificados, a tal ponto que se ativam as mesmas áreas cerebrais que necessitamos pra realizar as tarefas que gostaríamos de fazer no filme, como, por exemplo, caminhar, saltar ou aplaudir.

chorar_filme

Esta capacidade também nos permite compreender a sua situação e pontos de vista, assim como experimentar os mesmos estados emocionais. Obviamente, a empatia está estreitamente vinculada com a forma em que está estruturado o nosso cérebro, sobretudo dos neurónios espelhos, que são os principais responsáveis que nos põem no papel dos personagens.

Quando vemos filmes com um elevado conteúdo emocional o cérebro também liberta oxitocina, um neuro-transmissor muito potente que nos ajuda a conectarmos com outras pessoas e nos permite ser mais empáticos, amáveis, confiáveis e desinteressados. Assim está demonstrado num estudo muito interessante desenvolvida na Claremont Graduate School.

A empatia e as condutas deste estímulo, como chorar quando nos identificamos com os personagens de um filme, na realidade não significa um sinal de fragilidade. Ao contrário, é uma capacidade que nos permite conectar com os outros e que, em última análise, nos converterá em personagens mais fortes e felizes.

A empatia é um dos caminhos que nos conduz à resiliência. Quando somos capazes de compreender os outros, o nosso universo emocional se expande. De certa forma, viver essas experiências por meio dos outros ajuda a sermos mais fortes e prepara emocionalmente para quando tenhamos que atravessar momentos iguais.

A incapacidade para nos colocar no lugar dos outros é uma desvantagem social, enquanto que a sensibilidade emocional, a capacidade para compreender os demais e experimentar suas emoções, nos permite ampliar nosso horizonte emocional, transformando-nos em pessoas mais fortes. As lágrimas têm efeito catártico. Melhora muito nosso estado de ânimo e nos faz sentir mais relaxados reduzindo a frequência cardíaca e respiratória.

Por essa causa, da próxima vez que vires um filme e tiveres muita vontade de chorar, faz como fez a poeta uruguaia Sara de Ibáñez: “Vou chorar sem pressa. Eu vou esquecer as lágrimas para chorar e conseguir o sorriso”.

Fonte: portalraizes.com

Segue a nossa página de facebook:




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *