O mendigo implorou por uma esmola… Mas o que ela se atreveu a dar-lhe… Deixou todos de boca aberta!

Deixou todos de boca aberta o que esta mulher se atreveu a dar-lhe, depois deste mendigo ter implorado por uma esmola…

Cesia Abigail Baires é dona de um café na cidade americana de Minneapolis.

Um dia, um mendigo entra no local e implora por dinheiro. Ao invés de lhe dar uma esmola, o que esta jovem de 25 anos fez deixou todos os seus clientes surpreendidos.

Ela descreveu a história no seu Facebook:

He came in to the cafe one day asking me for some $$. I looked at him and asked him “why don’t you have a job, you know…

Publicado por Cesi Abi em Sexta-feira, 25 de Março de 2016

 Tradução:

“Ele veio até ao café pedir-me algum dinheiro. Eu olhei para ele e perguntei: “Porque não tem um emprego, você sabe que eu também não ganho nada de mão beijada, certo?” Ele disse: “Bem, eu tenho um monte de idas à polícia e, por isso, ninguém me quer contratar, então agora tenho de sobreviver nas ruas e obter dinheiro da única maneira que eu sei, roubando e pedindo esmolaz. Naquele dia, alguns funcionários tinham faltado. Então eu perguntei-lhe: “Você quer trabalhar? Eu tenho um trabalho para você!” Os olhos dele arregalaram-se e o seu sorriso fez-me ganhar o dia!!!! Ele disse que faria qualquer coisa por um pouco de comida. Desde esse dia (e agora já há quase 2 semanas), ele chega sempre a horas para o seuturno de 2 horas. Ele ajuda a levar o lixo para fora, lava pratos, etc. Quando eu lhe pago, adivinha o que ele faz? Ele compra comida no meu restaurante (ele é que INSISTE em PAGAR), porque isso faz com que se sinta bem!

Claro que lhe dou um desconto!!! Faça algo de bom por alguém hoje e não julgue os sem-abrigo só porque eles estão lá fora, a pedir dinheiro. Nós não sabemos da sua situação… Alguns merecem outra chance. Deus deu-me essa bênção, então porque não abençoar os outros? Vocês querem que as coisas mudem? Então comecem por fazer algo. :-)”

mendigo_esmola_1

O sem-abrigo, que se chama Marcus, vai todos os dias para o trabalho e guarda uma parte do seu salário, a fim de construir uma nova vida. “Da mesma forma que Marcus, eu também tive ajuda”, explica Cesia. “Muitas pessoas contribuíram para que eu tenha o que tenho hoje. Elas acreditaram em mim. As pessoas precisam de alguém que acredite nelas.” Marcus teve sorte de ter cruzado o caminho desta mulher bondosa e batalhadora!


Segue a nossa página de facebook:




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *