Mulher tecnicamente morta “ressuscita” após dar à luz

Erica Nigrelli, professora na escola secundária do Missouri, no Estado norte-americano do Texas, morreu após uma paragem cardíaca quando estava grávida de 36 semanas. Os médicos fizeram-lhe uma cesariana para retirar o bebé, uma menina, e ressuscitaram a mãe poucos minutos depois.

Numa reportagem a um canal de televisão local KPRC, divulgada pelo canal de noticias CNN, Erica Nigrelli conta que, no dia 15 de fevereiro de 2013, estava a dar uma aula quando começou a sentir-se mal e desmaiou: «Pus a cabeça para baixo e desmaiei».

O marido de Erica Nigrelli, que é professor na mesma escola, estava a apenas duas salas de distância. Na mesma reportagem, Nathan Nigrelli explica que ligou para o número de emergência: «A minha mulher está a ter uma convulsão. Está no chão. Oh, meu Deus. Ela está grávida e não responde».

Os colegas de Erica Nigrelli tentaram reanimá-la, recorrendo a um desfibrador. No hospital, os médicos pararam os procedimentos porque era preciso realizar uma cesariana para retirar o bebé.

«Disseram-me que a cesariana foi feita post-mortem porque a Erica não tinha batimento cardíaco quando tiraram o bebé», disse o marido ao «The Star».

De acordo com o mesmo jornal, os médicos diagnosticaram a Erica Nigrelli uma cardiomiopatia hipertrófica, uma doença genética sem sintomas, mas que pode causar morte súbita. Ainda assim, conseguiram reanimar o coração da paciente, dando-lhe apenas 5% de hipóteses de sobreviver naquela noite de fevereiro. E Erica sobreviveu.

A bebé Elayna ficou durante duas semanas na unidade de terapia intensiva da unidade hospitalar e está bem. Três meses depois, pesa oito quilos e é muito saudável. Erica Nigrelli só viu a filha três semanas depois do parto.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.