Árvore milagrosa é 10.000 vezes mais eficaz do que a quimioterapia na luta contra o cancro

“A folha de graviola é 10.000 vezes mais forte e eficaz no combate ao cancro do que a quimioterapia”

Compartilhar esta informação pode salvar muitas vidas, de dar uma nova esperança e construir a confiança dos
pacientes que sofrem de cancro!

Além de melhorar a perspectiva de vida da pessoa doente, os tratamentos naturais, na maioria de casos, dão a sensação de força e vitalidade necessária para a recuperação. Uma terapia natural completa é possível com extratos desta árvore poderosa, sem que cause qualquer efeito colateral severo como náusea e perda de cabelo, comparado ao provocado pela quimioterapia.

O uso da Graviola previne infecções e também ajuda o sistema imunológico, pois ao contrario da quimioterapia, a Graviola é selectiva, não destrói as células saudáveis. A população indígena da América do Sul usou partes da árvore por centenas de anos, como casca, raízes e frutas, no tratamento de enfermidades cardíacas, asma, problemas de fígado e artrite. É anti-bacteriana, anti-reumática, e muito útil contra tosse, diarreia e febre.

É usada em dosagem de 600 mg, na forma de cápsulas, que podem ser combinadas com vitaminas C e Selenium. É um tratamento que pode e tem se tornado uma das alternativas no combate do câncer, enfermidade que causa muitos sofrimentos.

OUTRAS PROPRIEDADES DA PLANTA

O uso medicinal da Graviola pelos indígenas tem uma história longa. Tradicionalmente foi usado como chá no tratamento de catarro nos Andes, Peru.

A semente tem acção parasitária; raízes e folhas são usadas como antispasmódico, sedativo e no tratamento de diabetes. Elementos activos e bioquímicos da Graviola são estudados por cientistas desde 1940.

É muito usada na medicina natural, e seu uso foi validado através de pesquisa científica. Diferentes pesquisas demonstraram que o talo é tão bom quanto as folhas no tratamento de hipertensão. É antispasmódico, vaso-dilator e relaxante para os músculos.

Em 1991 os cientistas confirmaram novamente as propriedades hipertensivas das folhas de Graviola. Estes estudos demonstram que a folha, raiz e extratos de sementes têm função anti-bacteriana em alguns tipos de infecção.

O talo da folha ainda tem propriedades contra fungos e parasitas. Em dois outros estudos, de 1990 e 1993, foi verificado que o extrato de folhas pode ser usado contra a malária; também podem ser usadas folhas, raízes e sementes como repelente contra insectos.

A PLANTA

Planta da família das Annonáceas, é familiar da pinha, (fruta-do-conde), atemóia, biribá, condessa, araticum, marolo, dentre outras, chega a até dez metros de altura, a Gravioleira é uma árvore com casca aromática.

As folhas são alternadas nos ramos e com pecíolo arredondado. Tem até quinze centímetros de tamanho e sete de largura, verde escuro na parte superior e verde claro na inferior.

A flor brota da casca do tronco, com seis pétalas e até quatro centímetros de comprimento por três de largura.

A fruta é uma baga de forma irregular, mais ou menos arredondada, têm até trinta centímetros de comprimento por doze de largura, com casca verde escuro.

As sementes são pretas ou castanhas, com um formato elíptico.

ACÇÃO COMPROVADA CONTRA CANCRO

A Graviola apareceu no programa do INC – Instituto Nacional do Cancro nos Estados Unidos, em 1976.

As pesquisas provam que partes e sementes da planta da espécie apresentam acção contra substâncias citotóxicas presentes em células cancerígenas.

Acção anti-tumorigênica poderosa e propriedade praguicida foi descoberta nas suas folhas, talo e ramos. Três diferentes laboratórios estudaram a sua acção e demonstraram ser um excelente inibidor do Complexo I, no carregador de elétrão do organismo, inclusive nos tumores.

Outro estudo demonstrou que apresentar efeito citotóxico em adenocarcinoma (colo), efeito maior que o das drogas de quimioterapia.

DESCRIÇÃO DOS PRINCÍPIOS ACTIVOS

Estudos das propriedades fito-químicas indicam a presença de muitas substâncias, inclusive álcoois e ácido gama-aminobutirico em folhas de Annona muricata (graviola). O caproide, arniloide, anonaina, anomuricinina, anomurina, anonol, atherosperminina, beta-sisterol, campesterol, cellobiose, ácido cítrico, citrulina acetaldeído, coclaurine, coreximinino, dextrose, etanol, folacina, frutose, fanfarronice, galactomannan, geranil-capróide, glicose, HCN, ácido isocitrico, ácido ignocérico, ácido málico, manganês, meril-alcool, methanol, metil-2hexanoato, metil-hexanoato, muricinina, muricapentocino, muricoreacina, ácido mirístico, ácido cumarico, parafina, cloridato de potássio, procianidina, reticulina, scillitol, ácido esteárico, estefarina, stigmesterol, sacarose, xilosil e celulose.

DOSAGEM

Dosagem: meia chavena de folhas em infusão ou decocção do talo, uma a três vezes por dia; ou um ou três mL de tintura, uma ou duas vezes por dia; um ou dois gramas do pó, em tabletes ou cápsulas, duas vezes por dia.

Para ler

A milagrosa graviola ou o fruto da árvore Graviola é um assassino das células cancro 10.000 vezes mais forte do que quimioterapia.

Por que não estamos conscientes disto? É porque
alguma grande empresa está há muitos anos a fazer pesquisa para fazer uma versão sintética de modo a gerar muito dinheiro!

Agora que você já sabe pode ajudar um amigo e informe-o que beber
um sumo de graviola como prevenção de vez em quando. É completamente natural e definitivamente
sem efeitos secundários. Se você tiver espaço no seu jardim plante uma árvore de Graviola.
As outras partes da árvore também são úteis.

Quantas pessoas morreram em vão, enquanto estes fabricante de medicamentos geram bilhões de euros escondendo o segredo
da árvore Graviola milagrosa?

O interesse principal desta planta é devido de seus fortes efeitos anti cancro. Embora seja eficaz para um certo inúmero de condições médicas, mas é o seu efeito anti-tumoral que é de maior interesse.
Esta planta é um remédio comprovado para cancro de todos os tipos.

Além de ser um remédio para o cancro, graviola é uma agente antimicrobiano de largo espectro, tanto as infecções bacterianas e fúngicas, é eficaz contra parasitas internos e vermes, diminui pressão sanguínea elevada e é utilizado para a depressão,
stress e distúrbios nervosos.

A verdade é incrivelmente simples: Profundamente dentro da
Amazônia cresce uma árvore que poderia literalmente revolucionar o que você, o seu médico,
e o resto do mundo pensa sobre o Cancro, tratamento e as chances de sobrevivência.

Pesquisas recentes mostram que, com extratos desta
árvore milagrosa agora pode ser possível:

* Combater o cancro de forma segura e eficaz, de forma totalmente natural e que não causa
náuseas, perda de peso e queda de cabelo.
* Proteger o seu sistema imunológico e evitar
infecções mortais
* Tornar as pessoas mais fortes e saudáveis em todo o
tempo do tratamento
* Aumentar a sua energia e melhorar suas perspectivas
sobre a vida

A fonte desta informação é tão impressionante: ela vem de um dos
maiores fabricantes de medicamentos dos EUA! Mais de
20 testes de laboratório foram realizados a este fruto desde a década de 1970!

O que os testes revelaram foi:

* Mata efectivamente as células malignas em
12 tipos de cancro, incluindo o de cólon, mama,
próstata, pulmão e cancro do pâncreas ..
* A árvore e compostos mostrou-se até
10.000 vezes mais forte em retardar o crescimento de
células cancerosas que adriamicina, uma comumente
quimioterápico usado!
* Ao contrário da quimioterapia, o composto extraído da árvore Graviola mata apenas células cancerosas, não
prejudica as células saudáveis!

Em actualização!!!


Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.