Campanha publicitária fantástica contra o preconceito

Criada em Portugal, esta fantástica campanha publicitária passa a mensagem que a falta de esclarecimento e a intolerância são os principais ingredientes de atitudes retrógradas e hostis das pessoas. Um vídeo para reflectir. Diga NÃO ao preconceito. Passem a mensagem!


Artigos Relacionados:

30 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • João Silva on 5 de Janeiro de 2014 at 16:43
    • Responder

    Os senhores do sos-racismo deviam ter vergonha na cara ao acusarem apenas os Brancos de racistas, quando actualmente temos imensos exemplos de actos RACISTAS por indivíduos de outras raças.O RACISMO EXISTE EM TODAS AS RAÇAS.

      • Adelar on 12 de Janeiro de 2014 at 22:27
      • Responder

      João Silva, por que não faz uma pesquisa básica antes de propagar sua opinião? É tão difícil assim ficar sem comentar quando não se tem uma opinião bem fundamentada?

      • matt on 13 de Janeiro de 2014 at 12:31
      • Responder

      verdade,,,,,o branco que paga tdo,,,,tenhe que mudar essa pagina,,mostrar o outro lado tambem,eu sou branco,eu fui vitima de racismo na africa,eu andava na rua e muitas x fui agredido,,,,sendo que somos tods iquais,,raça cor sexo ,,,,nao muda nada saomos tos iguais

        • virgilio on 6 de Fevereiro de 2014 at 0:14
        • Responder

        Não concordo. O racismo é quase sempre do negro para com o branco. Há um complexo de superioridade do branco em relação ao negro e, quase sempre, o negro sofre de um síndroma inverso, complexo de inferioridade. Se lhe aconteceu uma situação de racismo provinda do negro, em África, fico muito admirado porque uma coisa é sofrer racismo e outra coisa é ser agredido em consequência de um assaltado. Eu sou africano e já fui agredido em África umas duas vezes mas isso aconteceu porque pensaram que eu tivesse dinheiro. Em África quando o branco chega os negros respeitam e tratam-no melhor que um negro igual. O negro entusiasma-se com o branco. Mas cá em Portugal, os portugueses são muito racistas. Nas escolas o negro nunca pode ter notas altas. Isso não é racismo? Quando alguns colegas brancos, sem motivo nenhum, não te saúdam, olham-te com desdém, e dizem que você exara um cheiro nauseabundo e, outros desistem das aulas por ser uma turma de pretos, porém, chegado ao final do ano os desistentes aprovam e tu que sempre participaste as aulas chumbas, sem justa causa! Isso não é racismo? No metro alguns brancos preferem estar de pé que sentar perto de negros. Isso não é racismo? Quando um negro é detentor de alguns bens, isto é, um carro de lucho, poder de compra, etc. alguns portugueses brancos se incomodam com isso! Isso não é racismo? Alguns pais se incomodam de ver seus filhos/filhas. namorarem com um negro porque confundem-no com macaco! Isso não é racismo? Esses são apenas alguns exemplos. Não obstante viajei para algumas partes da Europa (Berlim) e Londres e apercebi-me que aqueles povos, nortenhos, já ultrapassaram o preconceito racial. Todavia, se o fingem, não há sombra para dúvidas, que eles sabem fingir muito bem. Ademais, a Europa do Sul teve uma presença massiva de mouro aquando a invasão árabe e, durante muitos séculos, motivo pelo qual algumas expressões como almofariz, almofada, etc, são de origem árabe. Essa invasão mexeu com as raças desses povos existindo uma mistura, de tal sorte ser difícil afirmar que todos portugueses são 100% brancos. Já foi comprovado, cientificamente, que muitos dos portugueses têm o ADN de africanos subsarianos pese embora a cor da sua pele. Aliás, muitos não admitem essa realidade porque nunca fizeram a prova e creio que rejeitariam fazer o teste do ADN.
        Prezados, em pleno século XXI é inconcebível uma situação desse género, numa era da globalização onde os povos tendem a aproximar suas culturas, hábitos e costumes. Onde as pessoas, em questões de minutos e, até mesmo de segundos, conseguem pôr-se a par, pelos meios de informação, do que acontece em cada canto do planeta, é intolerável agudizadas situações racistas. Numa época contemporânea onde o homem é flagelado por questões que mechem com a sua sobrevivência face à crise económica e planetária sem precedentes. situações que influenciam de um modo inefável movimentações de povos de todos quadrantes para outros cantos do mundo (muitos portugueses se deslocam para África, Angola, Moçambique, etc. Alguns desses indivíduos são racistas e deve aprender a lidar com uma grande avalanche de indivíduos da cor que ele odeia e descrimina, negros, mulatos, chineses, indianos, etc).
        por conseguinte, penso ser pontual lutar juntos pela nossa sobrevivência, a começar por assegurar esse único ninho que possuímos, o qual dependem os nossos progenitores, o planeta terra (luta contra problemas ambientais). E também contra a crise que assola o sistema económico mundial pese embora que essa crise continua mexendo com a crise da nossa identidade, enquanto seres humano, espécie comum. Aliás como diz Mia Couto “cada homem é uma raça”, significa qeu cada homem deve ser respeitado segundo o que ele é, o simples facto de ser homem. Isto é que deve ser o nosso desiderato. Deixemos, portanto, as questões marginais que não nos fazem crescer porque nos tornamos obcecados. Bem haja o Homem.

      • Rafael Sena on 21 de Janeiro de 2014 at 4:26
      • Responder

      como assim de outra raça? creio que exista pessoas de outras culturas, mas, outras raças?somos todos da mesma raça, seres humanos.

      1. Concordo com Rafael Sena. Ou será que existe pessoas: basset, poodle, buldog, siamês, etc?

      • vitorio on 27 de Janeiro de 2014 at 0:19
      • Responder

      Verdade,tenho vários amigos negros e durante um tempo,pude observar certas atitudes racistas vindas deles mesmos,parecia um auto preconceito,ele criava isso e culpava um branco…

      • preto on 13 de Fevereiro de 2014 at 14:15
      • Responder

      e quando um branco é racista.. apenas tenta “evitar” os de outra raça,agora quando são os de cor, ou os ciganos, geralmente tendem para partir para a violencia, roubo ou vandalismo.

      • edson on 19 de Fevereiro de 2014 at 16:48
      • Responder

      o vídeo não se refere ao racismo mais sim ao preconceito.

    • Fernando on 7 de Janeiro de 2014 at 22:20
    • Responder

    Retratou perfeitamente a maioria dos Portugueses… o povo racista… Meu Deus…

    • Rui Pinheiro on 14 de Janeiro de 2014 at 19:55
    • Responder

    O próprio vídeo descrimina os surdos por não incluir legendas. Não faço ideia do que é que a senhora disse no final nem percebi porque ele ficou à porta e o cão entrou, suponho que tenha algo a ver com as atitudes dele antes, mas como sabia ela dessas atitudes?

      • Pedro on 16 de Janeiro de 2014 at 5:02
      • Responder

      Você não percebe que está sendo preconceituoso? Acusar os portugueses de ser um povo racista é menosprezá-los. Você está sendo tão animal quanto o cara do vídeo.
      O objetivo da propaganda portuguesa é retratar as pessoas em geral e não os portugueses, tanto que é que essa propaganda não foi só veiculada em Portugal, mas também em outros países que falam a língua portuguesa.
      Deixa de ser ignorante. Se não nada de bom pra comentar, não comente, por favor.

        • Raimundo on 17 de Janeiro de 2014 at 14:34
        • Responder

        Agressividade nas palavras como você faz também não é um ato civilizado. Quer dizer, bastou alguém questionar a mensagem de uma propaganda que enaltece as “idéias” dos ferozes defensores do politicamente correto – aliás pessoas quase sempre mal humoradas e chatas -, que esses senhores da razão já soltam seus cachorros em cima do opinante.
        Pedir para o cara “deixar de ser IGNORANTE e NÃO COMENTAR NADA, se não tiver nada de bom pra comentar” é o mesmo que dizer, de forma autoritária: “- CALA A SUA BOCA QUE SUA OPINIÃO É CONTRÁRIA À MINHA E NÃO ME INTERESSA. DIGA APENAS O QUE QUERO OUVIR!”. Ditadura, seja ela de que lado for, é inadmissível.

      • Schzimmy on 17 de Janeiro de 2014 at 21:13
      • Responder

      Ela disse ” Boa noite. Peço desculpas, mas não é permitida a entrada de animais.”

      • Ariele on 27 de Janeiro de 2014 at 3:21
      • Responder

      Rui
      Ele diz: Boa noite
      Ela responde: Boa noite, peço desculpa mais não é permitida a entrada de animais!

    • JOnilson Lopes Aguiar on 15 de Janeiro de 2014 at 22:09
    • Responder

    Tinha que ser em Portugal: o país mais sem-graça do mundo, mais preconceituoso do mundo…!

    • maria jose pinhao nunes on 19 de Janeiro de 2014 at 12:54
    • Responder

    sou contra os racistas, de todas as ideologias, crenças, religiões, gananciosos, etc., que chamam os outros de racistas

    • jodione on 20 de Janeiro de 2014 at 20:33
    • Responder

    O medo dos brancos é perder suas mulheres para os negros…. e vc sabe porque…!!!!

      • Gerardo on 6 de Fevereiro de 2014 at 14:03
      • Responder

      Pelo seu elevado QI e pelo facto de serem quadros de topo em grandes multinacionais com ordenados elevadíssimos, capazes de proporcionar uma excelente qualidade de vida e estabilidade para elas e para os futuros filhos… acertei??

    • debora on 21 de Janeiro de 2014 at 15:14
    • Responder

    Simplesmente DEMAIS!!!!

    • Riane Leandro on 22 de Janeiro de 2014 at 19:13
    • Responder

    HAHAHAHAHHAHA ADOREI O COMERCIAL, HAHAHAH SMOSTROU BEM COMO PESSOAS RACISTAS E PRECONCEITUOSAS AGEM, ACHO QUE DEVÍAMOS SEGUIR O EXEMPLO DOS ANIMAIS DE VERDADE COMO O CACHORRINHO, NÃO SAO RACISTAS E PRECONCEITUOSOS!!! KKKKKKKKKK ADOREII

    • Tania Maria Sampaio on 23 de Janeiro de 2014 at 20:05
    • Responder

    O assunto deveria ser visto com mais seriedade pelas pessoas,o racismo em toda esfera é horrível e prejudicial.Infelizmente nós povo brasileiro gostamos muito de transformar tudo em chacota,zombaria como se fossemos comediantes ou palhaços mesmo.Parece que vamos voltar ao tempo em que pessoas,seres humanos não tinham direito nem mesmo ao ultimo lugar.Vamos refletir bastante sobre esse assunto, todos tem direito a um lugar num mundo que não foi criado pelas mãos dos homens mais que ele se intitula DONO.PAZ e BEM.

    • etiano honrado on 31 de Janeiro de 2014 at 0:44
    • Responder

    A mente das pessoas é precisa de ser educada para que não tenha esse preconceito.

    • Luis Coutinho on 7 de Fevereiro de 2014 at 22:03
    • Responder

    O racismo é um preconceito contra um “grupo racial”, geralmente diferente daquele a que pertence o sujeito, e, como tal, é uma atitude subjetiva gerada por uma sequência de mecanismos sociais.
    Portanto não creio que haja diferença entre negro e branco em Portugal. Existe sim e eu concordo, jovens, sobretudo na capital, que são rebeldes e têm atitudes que não são normais, por isso, eu também não queria nada com eles, sejam brancos ou negros. Um bom aluno é sempre bem vindo em qualquer lugar.
    Na Faculdade se reparar bem isso não acontece. Pelo menos aqui em Coimbra.

    • Adson on 15 de Fevereiro de 2014 at 20:00
    • Responder

    Voltamos ao tempo da pedra lascada… Sinceramente, abriram o vaso sanitário e cuspiram merda e mais merdas aqui… Há preconceito sim e o NEGRO é a maior vítima disso.
    Quem não concorda é hipócrita, racista e desumano!

    • Teólogo Moderno on 16 de Fevereiro de 2014 at 18:35
    • Responder

    Apenas um reparo: os animais não discriminam!

    • Rita on 17 de Fevereiro de 2014 at 3:02
    • Responder

    Existe preconceito e racismo de todas formas e em todos lugares, o desenvolvimento de um país está na aceitação de todos igualmente, países de primeiro mundo? não existem quando de trata de racismo.

    • Claudia on 21 de Fevereiro de 2014 at 19:44
    • Responder

    Se o racismo fosse mesmo somente de branco contra negro, não teríamos tantos preconceitos que o próprio negro tem contra ele mesmo, já viram algum negro (não estou julgando, nem generalizando) casar ou namorar com pessoas negras? A maioria deles discriminam eles próprios quando fazem isso a primeira coisa que principalmente as mulheres faz é pintar o cabelo de amarelo para não parecer tanto com negro. Eles tem que se valorizar primeiro. Mas se prestaram atenção no comercial esta pessoa discrimina todas as raças não somente o negro.

    • rui slva on 2 de Março de 2014 at 17:19
    • Responder

    Vocês só comentam o racismo! Até parecem a FIFA e a UEFA. Ninguém notou que também se referem à homofobia e xenofobia na campanha? Ou será que não se importam com esses tipos de discriminação?

  1. Tratando-se de um relacionamento de imediato entre pessoas diferentes em cor , crença e nível social,onde a incompatibilidade alimenta o ego de uma ou mais pessoas sempre haverá a discriminação ou o racismo.Não deveria ,mais faz parte deste tão complicado ser humano,infelizmente.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.