Cuidado com as multas! Vê o que estes militares da GNR estão obrigados a fazer!

Os militares do posto da GNR de Estarreja que não passem pelo menos duas multas por mês estão impedidos de trocar serviços com os colegas. A decisão é do comandante do posto, que afixou um documento com toda a atividade operacional efetuada pelos militares sob a sua liderança. Os nomes dos guardas que não conseguiram esse mínimo estão sublinhados a azul e a legenda não deixa dúvidas: “Não autorizado a fazer trocas de serviços.”

img_757x426$2014_12_04_02_12_50_421678

Uma cópia do documento já chegou ao comandante-geral da GNR. José Alho, presidente da Associação Sócio-Profissional Independente da Guarda (ASPIG), reprova a atuação e apela à intervenção da tutela. “Acredito que as chefias vão obrigar o comandante do posto a corrigir esta situação, a exemplo do que já fizeram noutros casos e noutros postos”, disse ao CM o dirigente sindical.

A decisão do sargento-ajudante que lidera o posto está a provocar indignação entre os militares. O CM apurou que, por causa desta penalização, alguns guardas já ponderam pedir transferência. Dispensados da obrigação de passar multas estão o próprio comandante do posto e os elementos que fazem apenas serviços de secretaria. Segundo o documento afixado no quadro destinado às ordens de serviço, durante o mês de janeiro, os 22 guardas do posto – incluindo o comandante – levantaram 54 autos de contraordenação. Fonte oficial disse que o comando da GNR desconhece a situação e garante que não é prática este tipo de controlo, por isso vai averiguar.

Fonte: cmjornal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.