Fica a conhecer o medicamento inovador que trata a obesidade!

O Saxenda é um medicamento injetável que ajuda a diminuir o apetite e a controlar o peso corporal, podendo emagrecer até 10% do peso total, quando associado a uma dieta saudável e prática de exercício físico regular.

saxenda-novo-medicamento-para-tratamento-da-obesidade-1-640-427

O princípio ativo deste remédio é o Liraglutide, o mesmo que já era utilizado em alguns remédios para a diabetes. Este princípio ativo diminui a velocidade com que a comida sai do estômago e, por isso, é indicado para reduzir e controlar o apetite.

O Saxenda é produzido pelos laboratórios Novo Nordisk S/A, e pode ser comprado nas farmácias convencionais com indicação de um médico.

Preço

O preço do Saxenda ainda não está definido, no entanto, deverá ser semelhante ao de um outro remédio com o mesmo princípio ativo, o Victoza.

Quem pode utilizar

O Saxenda está indicado para o tratamento de obesidade em adultos com IMC superior a 30 kg/m2 ou em pacientes adultos com IMC superior a 27 kg/m2 com doenças associadas, como hipertensão arterial, diabetes tipo 2, dislipidemia ou colesterol alto.

Como usar

Para usar o Saxenda deve-se sempre seguir as orientações do médico, no entanto, na maioria dos casos o modo de uso deste medicamento consiste numa injeção diária de 3mg debaixo da pele do abdómen, coxa ou braço.

Quais os efeitos indesejados

​Os efeitos colaterais conhecidos do Saxenda incluem enjoos, diarreia, hipoglicemia, prisão de ventre, vómito, dor de cabeça, cansaço excessivo, pensamentos suicidas, aumento da frequência cardíaca e aumento do risco de pancreatite, problemas na vesícula biliar ou insuficiência renal, assim como cancro da mama e tiróide.

Porém, a maior parte destes efeitos são transitórios e desaparecem após as primeiras utilizações do medicamento.

Quem não pode tomar

O Saxenda está contraindicado para pacientes com historial familiar de carcinoma medular da tireoide ou em pacientes com síndrome de neoplasia endócrina múltipla tipo 2. Além disso, o Saxenda também não deve ser utilizado por quem toma outros remédios agonistas do receptor de GLP-1, como o Victoza.

Fonte:tuasaude


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.