A gasolina pode cair para o preço da água, mas em PORTUGAL SOBE! O que interessa é o futebol!

O preço do barril de petróleo atingiu o valor mais baixo desde 2003. O custo dos combustíveis está em queda um pouco por todo o lado, mas em Portugal, a gasolina está mais cara do que no ano passado, e a culpa é das novas medidas fiscais.

O barril de petróleo Brent desceu nesta sexta-feira, na cotação de Londres, para os 29,97 dólares, o valor mais baixo desde Novembro de 2003. Segundo o Diário Económico, a queda não deverá ficar por aqui. O Royal Bank of Scotland, que já aconselhou os investidores a venderem tudo, prevendo que 2016 será um ano de cataclismo para a economia mundial, vaticina que o preço do barril de petróleo pode cair até aos 16 dólares.

preco_gasolina_descer

Mas há analistas que referem uma possível descida até aos 10 dólares. Uma tendência que já se sente nos bolsos dos consumidores de vários países, onde o preço dos combustíveis tem descido significativamente.

E um litro de gasolina pode mesmo tornar-se mais barato do que uma garrafa de água, sustentam alguns especialistas.

Fiscalidade verde aumenta preços em Portugal

Este cenário contrasta com a realidade portuguesa, onde a gasolina está mais cara 3,8% do que há um ano, não acompanhando a descida no preço do petróleo.

Este mês de Janeiro, entraram em vigor novas medidas no âmbito da chamada Fiscalidade Verde, agravando ainda mais os impostos sobre os combustíveis, nomeadamente com a taxa do carbono, a contribuição rodoviária e a incorporação de biodiesel nos combustíveis.

Feitas as contas, este agravamento da carga fiscal representa um aumento no preço da gasolina da ordem dos 4 a 7 cêntimos. Os contribuintes acabam assim por pagar os elevados custos dos impostos, em Portugal, o imposto sobre os combustíveis é de 65% no caso da gasolina sem chumbo e de 55% no caso do gasóleo.

Uma carga fiscal que está no topo da lista das mais pesadas da União Europeia, a par de Reino Unido (72%, mas onde a gasolina 98 já custa menos de 1€/litro actualmente) e Holanda (71%). Alemanha e Grécia taxam os combustíveis a 64%. Deste modo, o preço do petróleo tem apenas um peso de cerca de 25% no valor que os consumidores pagam quando vão abastecer o carro.


Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.