Portugal é o primeiro país a usar apenas energia limpa durante 4 dias!

O uso de formas de energia renovável, que não poluam o meio ambiente, é um assunto cada vez mais urgente.

Apesar de várias tecnologias tornarem o uso de energias chamadas ‘limpas’ – que são aquelas que não dependem de combustíveis fósseis, derivados de petróleo, altamente poluidoras – o uso exclusivo destas tecnologias verdes não se tornou uma realidade.

Pelo menos até agora.

Em maio deste ano, Portugal passou 4 dias inteiros usando apenas essas formas de energia – energia solar, eólica (de vento) e água.

portugal_energia_limpa

Toda a população portuguesa teve a energia elétrica gerada exclusivamente por sol, água ou vento. Até mesmo carros elétricos foram carregados nesse dia.

No final dos anos 80, Portugal tinha uma das plataformas de geração de energia elétrica mais poluentes da Europa. Esta plataforma era alimentada exclusivamente por carvão.

Até 2013, o país dependia dos combustíveis de origem fóssil para sustentar metade do consumo de energia.

Aos poucos, com investimentos em fontes limpas, este número diminui: 27% da energia gerada pelo país tinha origem eólica. Com o restante das fontes renováveis, este percentual chegou a 48%.

E agora, durante 4 dias, foi possível chegar a 100% de energia limpa gerada e utilizada.

portugal_energia_limpa_2

Os planos de Portugal são bastante ambiciosos: depender apenas deste tipo de geração de energia em alguns anos.

Para a ZERO, Associação Sistema Terrestre Sustentável, uma ONG portuguesa dedicada a esta área, o desafio agora é manter a produção de energia renovável mesmo quando a oferta de vento for menor.

O marco destes quatro dias é histórico e muito importante para provar que, com interesse de governos e empresas do setor, é possível sim gerar energia sem prejudicar o meio ambiente.

Ou seja, ainda há esperança!

Fontes: theguardian.com, pplware.sapo.pt, infomoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.