No próximo dia 14 a Lua será o centro das atenções! Um fenómeno raro irá acontecer!

Nesse dia esqueça tudo e olhe para o céu, para uma raríssima Superlua. A Lua vai parecer tocar a Terra no dia 14 de Novembro, um fenómeno de tal forma raro que a última vez que ocorreu foi em 1948 e que só volta a repetir-se em meados de 2034.

Catorze de Novembro de 2016 é um dia para marca no calendário da astronomia como um raro momento em que a Lua vai parecer tocar a Terra, maior do que nunca, neste século.

Na madrugada entre 13 e 14 deste mês, a Lua estará muito perto do Planeta Azul, sendo necessário recuar 68 anos para encontrar igual fenómeno, em Janeiro de 1948.

super_lua

Para que se repita esta visita aproximada, depois de 14 de Novembro, será necessário aguardar mais 18 anos, até a 25 de Novembro de 2034.

Quanto a datas e à raridade desta Superlua, estamos falados. Vamos a outros números, no que ao tamanho da Lua diz respeito.

Assim, redonda, bela e mística como sempre, vai apresentar-se 14 por cento maior do que ocorre numa Lua Cheia normal e 30 por cento mais brilhante do que é comum.

A Lua é o único satélite natural da Terra e o quinto maior do Sistema Solar. É o maior satélite natural de um planeta no sistema solar em relação ao tamanho do seu corpo primário, tendo 27 por cento do diâmetro e 60 por cento da densidade da Terra.

O caráter elíptico da Lua, cuja viagem em torno da Terra se faz numa órbita que não é circular, faz com que a distância para o Planeta Azul não seja sempre igual. Na fase de perigeu está mais perto, no apogeu surge mais distante.

Regressemos aos números. No momento em que está mais perto da Terra, ‘viaja’ na nossa direção cerca de 48 300 metros, em comparação com o momento em que surge mais afastada.

Para melhor observação deste fenómeno do dia 14 de Novembro, é aconselhável dedicar atenção ao momento em que a Lua está mais perto da linha de horizonte, momento em que aparenta ser maior do que o normal.

No que a fenómenos celestes diz respeito, teremos um Novembro especial, com muitos astrónomos e não só a olhar para os céus. Na quarta-feira, na sua fase crescente, aparentará estar mais perto de Saturno.

No próximo sábado, a Lua Crescente será vista ‘de braço dado’ com Marte. No dia 11 de Novembro, há uma chuva de meteoros, como que a anunciar uma nova chuva de estrelas, três dias mais tarde.


Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.