Após a morte desta jovem mãe, neurocirurgiões apelam para que estejamos atentos a estes sinais de aneurisma que desconhecemos!

Os problemas de saúde são uma realidade, e temos que estar preparados para tudo, pois bem, se eles existirem mas forem descobertos atempadamente podem ser tratados facilmente, disso ninguém tem duvidas e mais vale prevenir do que remediar.

Os neuocirurgiões apelam que estejamos atentos aos aneurismas, pois tem acontecido muitas mortes inesperadas, e para tal decidiram explicar melhor, o que é e quais os sinais que a deve ficar atento.

Portanto, um aneurisma é uma dilatação anormal dos vasos sanguíneos, devido ao enfraquecimento das suas paredes, e que pode provocar rompimentos e consequentemente hemorragias. Normalmente, os aneurismas ocorrem na aorta, mas também podem ser aneurismas cerebrais. Estes são mais difíceis de identificar pois as diferenças entre um aneurisma cerebral e uma dor de cabeça ou enxaqueca são muito semelhantes e leva-nos a pensar que é “apenas outra dor de cabeça”.

Foi o que aconteceu com Lee Broadway, de 41 anos uma jovem mulher da Carolina do Norte que apesar de ser habitual ter enxaquecas, nesse dia estava a ter a “pior dor de cabeça da sua vida”, conforme mencionado pelo seu marido Eric. Eles foram imediatamente para o hospital, onde descobriram que ela teve um aneurisma cerebral. Infelizmente, Lee faleceu dois dias depois.

Existem alguns sinais de alerta que podem indicar um aneurisma cerebral e é importante conhece-los, para que possamos pedir ajuda a tempo.Confira a lista seguinte!

  • Dores de cabeça fortes e repentinas, como você nunca sentiu antes.
  • Sensibilidade súbita à luz.
  • Convulsões.
  • Sensação constante de náusea e desejo de vomitar.
  • Visão turva ou dupla.
  • Pálpebras caídas repentinamente.
  • Pescoço endurecido.
  • Dormência no rosto.
  • Dor intensa e aguda acima ou atrás de um único olho, como uma facada.
  • Perder a consciência.
  • Ouvir ruídos semelhantes a explosões ou tiros de arma.

Se sentir ou se sente algum deste sintomas ou mesmo conhecer alguém que os tem, consulte um médico ou um especialista de imediato.

Partilhe esta lista e salve vidas.


Segue a nossa página de facebook:




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *