Desastre obrigou 100.000 pessoas a deixarem esta cidade… Vê como ela está actualmente! Sem palavras…

Em 2011 um terremoto causou um desastre nuclear na cidade japonesa de Fukushima.

Durante os últimos seis anos toda a cidade esteve abandonada após seus moradores, no intuito de salvarem as suas vidas fugiram de lá, em 11 de Março de 2011.

Uma zona de 50 km ao redor da área afectada foi marcada como perigosa, e poucos se aventuram por lá desde a evacuação.

A fotógrafa britânica Rebecca Bathory recentemente visitou o local e capturou imagens que mostram o estado actual da localidade.

Suas fotografias revelam como estão as coisas após tantos anos de abandono da área.

Casas, prédios e ruas estão intocadas desde aquele dia, onde um reactor nuclear da central nuclear de Fukushima Daiichi explodiu devido a um tsunami.

Segundo relatórios os reactores tiveram seus núcleos derretidos nos três primeiros dias da explosão, por essa razão o governo japonês instruiu 100.000 pessoas a deixarem a região devido à radiação isotópico, um perigo invisível que pode alterar o DNA humano.

Após anos de abandono, os edifícios estão deteriorados e os animais morreram de fome.

Durante o incidente nuclear ninguém morreu, porém o governo japonês admitiu que mil pessoas morreram durante o processo de evacuação.

No livro de Rebecca, intitulado “Retorno à Fukushima”, ela partilhou as fotos que tirou.

Uma zona de 50 km ao redor do incidente é considerada de risco.

A fotógrafa britânica Rebecca Bathory teve o acesso autorizado à zona do desastre.

Poucos se aventuraram na zona mais restrita que sofreu um êxodo em massa.

As imagens foram feitas dentro da zona de perigo onde o pesadelo nuclear aconteceu.

Muitas casas continuam intocadas após seis anos do fatídico acontecimento.

Uma livraria abandonada durante o desastre nuclear de 2011.

As fotos revelam as consequências do tempo após o abandono da região.

Outro local que está a seis anos sem ser visitado.

A desordem e deterioração do interior de um prédio em Fukushima dão uma ideia da pressa com que o local foi deixado em Março de 2011.

Com a fuga de todos, até um hospital foi deixado para trás.

Uma escola também abandonada.

Animais que foram deixados pela zona morreram de fome já que seus donos foram embora deixando tudo para trás.

Centenas de animais morreram devido à falta de cuidados.

Uma sessão de máquinas de diversão abandonadas.

O governo japonês estima que aproximadamente 1000 pessoas morreram como resultado da evacuação.

Armazém abandonado após a saída de 100.000 pessoas da região.

A vegetação cresceu entre os carros que foram deixados para trás.

A fotógrafa relatou: “Eu queria que minhas fotos pudessem captar a beleza que ainda

existe na área, apesar do desastre, ainda é um lugar de paz e serenidade.”

“Eu quis capturar um lapso temporal, um momento em que estas ruas pudessem ser limpas e os edifícios recuperados, para que os residentes pudessem retornar às suas casas e reconstruir sua cidade, semelhante ao que aconteceu com Hiroshima, que voltou a ser uma cidade próspera”, concluiu.

Fonte: IB Times

Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.