Esta é a razão pela qual muitos homens têm cancro nos testículos e nem desconfiam!

Muitos homens nem desconfiam, e por isso é muito importante estar atento aos sinais que ele pode dar, como explicamos a seguir.

O cancro quase sempre dá alguns avisos. São sinais que passam, na maioria das vezes, despercebidos, mas que estão a querer avisar de que algo diferente está a acontecer no nosso corpo.

O cancro nos testículos, por exemplo, tem vários sintomas visíveis, como caroços.

Para que entenda melhor a doença, vamos falar um pouco sobre esse órgão masculino.

Os testículos produzem esperma e hormonas masculinas.

Em adultos, os testículos podem chegar ao tamanho de um bola de golfe, por exemplo.

Segundo a American Cancer Society, esse tipo de cancro pode atingir qualquer célula que estiver nos testículos.

No entanto, em 90% dos casos, as mais afetadas são as que produzem o esperma.

No início do cancro, o testículo fica dorido e muito sensível.

Também é comum o aparecimento de caroço, inchaço e até dor embaixo do ventre.

Além disso, o paciente tem a sensação de peso no escroto, que é resultado do acumular de líquido.

Há também quem sinta os peitos a incharem, isso pode durar mais de duas semanas, e se for o caso, procure um médico.

Segundo a mesma organização americana, ter apenas um testículo atingido pelo cancro é o mais comum.

Ou, seja, raramente o problema ocorre nos dois testículos.

Além disso, a doença é mais comum entre os homens de 15 e 35 anos.

Este cancro é basicamente uma doença de homens jovens e de meia-idade.

Sabe-se que, quanto mais rápido diagnosticar e tratar, maiores são as hipóteses de cura.

Os factores são:

  • Deformação no testículo (um testículo muito pequeno ou exageradamente grande)
  • Genética
  • Idade: jovens e adolescentes são mais propensos a desenvolver o cancro
  • Etnia: homens brancos têm mais probabilidade de desenvolver o cancro do que homens negros.

Felizmente as probabilidades de cura são altíssimas, pois o tratamento geralmente é eficiente e seguro.

O risco de morte por causa desse mal é pequeno.

A cada 5.000 homens, em média, apenas um morre.

Mesmo assim, é importante ficar atento.

As estatísticas mostram um crescimento no número de casos nos últimos anos.

Portanto, se houver alguma anormalidade nos testículos e durar por muito tempo, não hesite em consultar um médico.


Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.