8 Alimentos que nunca deves reaquecer! É muito importante saberes isto!

Por mais saudáveis e saborosos que sejam os alimentos escolhidos na preparação de um prato, eles podem perder as suas propriedades e até mesmo causar intoxicação alimentar, se forem reaquecidos.

Descobre quais são estes alimentos:

Aipo

O aipo é um excelente ingrediente para sopas, mas apenas quando for recém preparado. Ele contém nitratos relativamente inofensivos, mas, se for reaquecido, os nitratos se transformam em nitritos tóxicos e nitrosaminas, que são elementos cancerígenos.

Ovos

É pouco provável que alguém reaqueça uma omelete ou ovos mexidos, mas, na dúvida, deves saber que os ovos reaquecidos também podem se tornar tóxicos.

Espinafre

Muitas pessoas que procuram comer de forma saudável adoram espinafre: ele contém muitas vitaminas e minerais. Mas, como o aipo, se for reaquecido, os nitratos do espinafre se transformam em nitritos e nitrosaminas.

Cogumelos

Com cogumelos nem tudo é tão simples. Apesar do seu elevado nível de proteínas, vitaminas e aminoácidos, muitas vezes não são bem digeridos. E se aqueceres o risoto de ontem, por exemplo, o problema vai se agravar: as proteínas dos fungos mudam de estrutura, podendo provocar mal-estar no estômago e gases.

Batatas

Apesar de parecer estranho, as batatas também estão na lista negra. Reaquecidas, elas perdem tanto o sabor como sua utilidade, podendo até mesmo causar botulismo.

Frango

Ao reaquecer os pratos de frango, a estrutura das proteínas, que são encontradas em abundância no frango, é destruída, o que pode causar problemas digestivos.

Beterraba

A beterraba tem muitas propriedades saudáveis, mesmo em sopas. Mas não é recomendado reaquecê-la, porque ela também é rica em nitratos.

Arroz

O arroz contém vitaminas, microelementos, aminoácidos, mas também esporos de bactérias que podem sobreviver mesmo após o cozimento. Se o deixares cozido à temperatura ambiente, as bactérias começam a se reproduzir, o que pode causar intoxicação. Reaquecer o arroz não vai resolver o problema.


Segue a nossa página de facebook:




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *