Estes 5 alimentos estão a danificar o teu cérebro! Não os consumas!

Embora o fast food seja saboroso e satisfaça os desejos no momento, os benefícios param por aí, se é que esses são considerados benefícios.

O fast food está cheio de calorias vazias que não fazem nada de positivo aos nossos corpos.

Em vez disso, nos faz sentir esgotados, lentos e inchados. Também pode causar problemas de pele e até mesmo levar a doenças mais sérias que resultam da obesidade, como os diabetes.

Além desses efeitos colaterais desagradáveis e da ameaça de uma doença ao longo da vida que resulta de substâncias artificiais e cheias de conservantes a que chamamos de alimentos, o fast food pode ser bastante prejudicial para a nossa função cerebral.

Se ficares com a tua função cerebral meio escura depois de teres comido fast food talvez queiras ver a nossa lista dos piores alimentos para o cérebro.

1. Alimentos que se transformam rapidamente em açúcar no nossos corpos

Uma dieta equilibrada é sempre a melhor opção, então quando consomes muito do mesmo tipo de alimento, isso terá um efeito negativo no teu corpo.

Geralmente, comemos muito açúcar, além disso, temos tendência a ingerir muitos carboidratos simples que se convertem em açúcar muito rapidamente, depois de consumidos.

Em quantidades limitadas, de vez em quando, esses alimentos podem nos fornecer uma energia rápida; no entanto, quando comemos constantemente pão branco enriquecido e arroz enriquecido, juntamente com bebidas açucaradas e refrigerantes, os estudos mostram que isso poderia levar facilmente à depressão.

Não só nos fazem ganhar peso, como também nos tornam mais susceptíveis a mudanças de humor e a pensamentos negativos.

2. Fast food

O problema com o fast food é que ele são combinações erradas. Muitas vezes são compostos por carboidratos simples, refrigerantes e gorduras saturadas.

Por conta dessa combinação, os pesquisadores associaram pessoas que têm tendência a comer mais fast food com maior probabilidade de serem diagnosticadas com depressão.

Aqueles que tendem a comer menos fast food e aqueles que não comem, são mais propensos a ter uma saúde mental, na generalidade mais saudável.

3. Alimentos com óleo parcialmente hidrogenado

A agência governamental responsável por verificar a qualidade e a segurança dos nossos alimentos declarou recentemente que os óleos parcialmente hidrogenados não são seguros para o consumo.

Declarou que esses óleos terão que ser removidos dos alimentos, em um futuro próximo. Embora essa seja uma boa notícia, a novidade é que esses óleos ainda estão no mercado e ainda podem estar presentes em alguns alimentos que ingeres. Margarina e pizzas congeladas são apenas alguns exemplos populares.

4. Alimentos contendo gorduras saturadas

Outra comida que é tão prejudicial para o nosso cérebro quanto o excesso de açúcar ou os óleos parcialmente hidrogenados, pois é uma comida com gordura saturada.

Em experiências de laboratório com ratos, foi descoberto que as gorduras saturadas tiveram um efeito negativo significativo na função cognitiva dos ratos.

Estes estudos mostraram que as gorduras saturadas danificaram a parte do cérebro responsável por dizer aos ratos que eles estavam satisfeitos.

Eles não sabiam quando já tinham comido o suficiente. A mesma coisa está acontecendo com os humanos que consomem gorduras saturadas.

5. Alimentos com mercúrio

Certos tipos de peixe podem conter altos níveis de mercúrio, o que é extremamente perigoso para os nossos cérebros.

Atum, salmão, marlim e cavala foram identificados como contendo muito mercúrio. Os efeitos colaterais incluídos no consumo de mercúrio incluem crescimento cerebral atrofiado, problemas neurológicos e perda de sentidos importantes.

O envenenamento por mercúrio também pode afectar a função muscular, a coordenação e causar dormência nas extremidades.


Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.