O teu produto de cuidados de beleza preferido é mais perigoso do que pensas! Pensa bem antes de o voltares a usar!

Mesmo quando tem um cheiro maravilhoso e fantástico, nem sempre é bom para a tua pele!

Mesmo quando o sabonete tem um cheiro maravilhoso, ele nem sempre é bom para a sua pele. O sabão pode ressecar a pele excessivamente, o que pode fazer com que ela rache e descame. Para outras pessoas, ele leva a uma produção excessiva de óleo. Então, de qualquer maneira, acaba com ressecamento ou oleosidade.

O PH do sabão é normalmente muito mais alto do que o da nossa pele, então, com o contacto regular, ele destrói a nossa camada natural e protetora de óleo (o sebo). É exatamente isso que os fabricantes de cosméticos desejam: nós usamos o sabão, que resseca a nossa pele, sendo assim, para hidratá-la novamente, precisamos de cremes que restauram os óleos que acabamos de lavar. E com isso eles fazem rios de dinheiro com a nossa ingenuidade!

Algumas irritações da pele, e até eczemas, são causados por excesso de sabão. Como nossa pele é uma parte essencial do nosso microbioma, essa perda de óleo afeta todo o nosso sistema imunológico.

Se o seu filho tem a pele sensível ou irritada, considere dar-lhe menos banhos, ou não lavá-lo com sabão todas as vezes.

O sabão também pode interferir na absorção de vitamina D. A luz do sol transforma as substâncias químicas em nossa pele em vitamina D3, que depois é processada pelo nosso fígado e rins em uma forma activa de vitamina D. Cientistas descobriram que os óleos no sebo da pele têm um papel importante na ingestão de vitamina D. Quando nós eliminamos esses óleos, nós podemos atrapalhar todo o mecanismo, que leva 48 horas desde a hora que a luz do sol nos alcança até o aparecimento da vitamina D activar no nosso sistema.

Estudos descobriram que surfistas havaianos com nível extremamente baixo de vitamina D deram a dica do problema: desportos aquáticos e contacto intenso com a água pode ser tão ruim para a sua pele quanto lavá-la com sabão.

As consequências da deficiência de vitamina D são bem sérias (desde doenças respiratórias, alto risco de cancro e doença mental, até fraqueza óssea e muscular), quase como o perigo da falta da microbiota na nossa pele, que nos ajuda a combater infecções.

Pode valer a pena ajustar a sua rotina de banhos e deixar o sabonete um pouco de lado. Ou considere comprar um sabão orgânico com menos agentes químicos, se puder pagar por eles. E depois, só ensaboe bem onde for realmente necessário: entre os dedos do pé, partes íntimas e axilas. Isso dá à sua pele mais liberdade para fazer o que se pede dela: te proteger.

E, pensa só, o champô tem o mesmo efeito (e problemas) do sabão (também para a alegria da indústria de cosméticos). Pode ser a hora de considerar deixar o nosso corpo inteiro agir de sua maneira mais natural com maior frequência. Ele, na verdade, é bom nisso!


Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.